quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

2007

Ano novo, vida nova... e toda aquela baboseira que ficamos repetindo incessantemente, para ver se alguma coisa realmente muda em nossas vidinhas mais ou menos.

Eu ando com saudades do passado, de um mundo que não existe mais. Não que eu não seja feliz hoje e que meus 32 anos não estejam me fazendo muito bem.

Não... o problema é outro. O grande problema é que não há espaço para mim em meu próprio mundo. Assim vou andando exilada, em minha própria vida.

Meu amigo me diz que eu devo quitar minha dívida, apenas rasgando a promissória, visto que sou minha própria credora.

Simples assim...

Deixar de ser nuvem é que é difícil...